Voltar

Leis, decretos e portarias


Prefeitura Municipal de Araguaína

DISPÕE SOBRE A REORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA DO PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO DE ARAGUAÍNA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Publicada em 31/12/2012

 

LEI  Nº  2829                                                                                                                                                        DE  31  DE  DEZEMBRO  DE  2012  

DISPÕE  SOBRE  A  REORGANIZAÇÃO  

ADMINISTRATIVA  DO  PODER  EXECUTIVO  DO  

MUNICÍPIO  DE  ARAGUAÍNA  E  DÁ  OUTRAS  

PROVIDÊNCIAS.  

TÍTULO  I  

DA  ADMINISTRAÇÃO  DO  MUNICÍPIO  

 

CAPÍTULO  I  

Da  Estrutura  do  Poder  Executivo  

 

O  PREFEITO  MUNICIPAL  DE  ARAGUAINA,  ESTADO  DO  TOCANTINS,  no  

uso  de  suas  atribuições  legais,  conferidas  pela  Lei  Orgânica  do  Município,  faz  saber  que  a  

CAMARA  MUNICIPAL  DE  ARAGUAÍNA,  ESTADO  DO  TOCANTINS,  APROVA,  e  

SANCIONA  a  seguinte  Lei:  

 

Art.  1°  -  O  Poder  Executivo,  representante  da  Administração  Pública  Municipal,  para  o  

exercício  de  suas  atividades,  disporá  de  órgãos  e  unidades  próprias  da  administração  direta  e  

indireta  integrados  com  o  objetivo  de  propiciar  o  desenvolvimento  econômico  e  social  do  

Município.  

 

Art.  2°  -  O  Poder  Executivo  será  exercido  pelo  Prefeito  de  Araguaína.  

 

§  1°  -  O  Prefeito  no  exercício  do  Poder  Executivo  será  auxiliado  e  assessorado  pelos  

secretários  municipais,  assessores  imediatos  e  demais  dirigentes  principais  de  cada  órgão,  ou  

unidade  componente  da  administração  direta  e  indireta.  

 

§  2°  -  Os  cargos  de  Procurador  Geral  do  Município,  Presidente  da  Fundação  de  

Atividade  Municipal  Comunitária  –  FUNAMC,  Presidente  da  Agência  de  Habitação  de  

Araguaína,  Presidente  do  Instituto  de  Desenvolvimento  Sustentável  –  Araguaína  Sustentável,  

Controlador  Geral  do  Município  e  Presidente  do  Instituto  de  Previdência  e  Assistência  aos  

Servidores  do  Município  de  Araguaína  –  IMPAR  serão  equiparados,  para  todos  os  efeitos,  ao  

cargo  de  Secretário  Municipal.  

 

CAPÍTULO  II  

Das  Estruturas  Organizacionais  

 

Art.  3°  -  Os  órgãos  e  unidades  da  estrutura  organizacional  básica  da  administração  direta  

do  Poder  Executivo,  compreendendo  o  nível  em  que  são  formuladas  as  decisões  relativas  às  

políticas  e  estratégias  públicas,  bem  assim  os  planos  e  ações  do  Governo  Municipal,  terão  a  

seguinte  composição:    ESTADO  DO  TOCANTINS  

I  –  Área  de  Gestão  

a)  Gabinete  do  Prefeito;  

b)  Secretaria  Municipal  de  Administração;  

c)  Secretaria  Municipal  da  Fazenda;  

d)  Secretaria  Municipal  de  Governo;  e  

e)  Secretaria  Municipal  de  Captação  e  Gestão  de  Recursos.  

 

II  –  Área  de  Economia  e  Infraestrutura  

a)  Secretaria  Municipal  de  Planejamento,  Meio  Ambiente  e  Ciência  e  Tecnologia;  

b)  Secretaria  Municipal  do  Desenvolvimento  Econômico;  

c)  Secretaria  Municipal  de  Habitação;  e  

d)  Secretaria  Municipal  da  Infraestrutura.  

 

III  –  Área  de  Cidadania  

a)  Secretaria  Municipal  da  Educação;  

b)  Secretaria  Municipal  da  Saúde;  

c)  Secretaria  Municipal  de  Esporte,  Cultura  e  Lazer;  e  

d)  Secretaria  Municipal  de  Trabalho  e  Ação  Social.  

 

IV  –  Área  de  Apoio  Operacional  

a)  Controladoria  Municipal;  e  

b)  Procuradoria  do  Município.  

 

V  –  Órgãos  vinculados  às  Secretarias  

a)  Fundação  de  Atividade  Municipal  Comunitária  –  FUNAMC,  vinculada  à  Secretaria  

Municipal  de  Trabalho  e  Ação  Social;  

b)  Instituto  de  Desenvolvimento  Sustentável  –  Araguaína  Sustentável,  vinculado  à  

Secretaria  Municipal  de  Planejamento,  Meio  Ambiente  e  Ciência  e  Tecnologia;  e  

c)  Agência  de  Habitação  de  Araguaína,  vinculada  a  Secretaria  Municipal  de  Habitação;  

 

VI  –  Instituto  de  Previdência  e  Assistência  aos  Servidores  do  Município  de  Araguaína  –  

IMPAR.  

CAPÍTULO  III  

Da  Estrutura  Operacional  e  Organizacional  

 

Art.  4°  -  A  estrutura  e  competência  da  administração  direta  e  indireta  do  Poder  

Executivo,  descrita  no  artigo  anterior,  serão  estabelecidas  através  de  decreto,  sendo  constituídas  

por  cargos  comissionados  e  observados  os  seguintes  critérios  e  disposições:  

I  -  limitação  numérica  dos  cargos,  conforme  o  Anexo  I  desta  Lei;    

II  -  contenção  de  despesas  destinadas  à  remuneração  dos  seus  ocupantes  nos  limites  

autorizados  na  Lei  do  Orçamento;  

III  -  flexibilidade  estrutural  com  vistas  à  otimização  dos  serviços  e  redução  dos  gastos  

públicos;    ESTADO  DO  TOCANTINS  

 

IV  -  flexibilidade  para  alterar  a  estrutura  básica,  podendo  resultar  na  criação  de  unidades  

de  menor  porte,  de  caráter  permanente  ou  transitório;  

V  -  constituição  de  grupos  temporários  de  trabalho  para  o  desempenho  de  encargos  

específicos,  que  exijam  o  concurso  multidisciplinar  dos  executores.  

§  1º  –  A  estrutura  de  cada  unidade  será  verticalizada  obedecendo  a  seguinte  hierarquia:  

a)  Secretário  do  Município  ou  Presidente  de  Órgão  Municipal;  

b)  Secretário  Executivo  ou  Vice-Presidente  de  Órgão  Municipal;  

c)  Superintendente;  

d)  Diretor;  

e)  Coordenador;  

f)  Encarregado;  e  

g)  Chefe.  

§  2º  –  A  estrutura  de  cada  unidade  poderá  contar  ainda  com:  

a)  Assessor  Especial;  e  

b)  Assessor  Técnico.  

TÍTULO  II  

DAS  DISPOSIÇÕES  FINAIS  E  TRANSITÓRIAS  

 

Art.  5º  -  Fica  o  Chefe  do  Poder  Executivo  Municipal  autorizado  a  delegar  competência  

aos  diversos  ocupantes  dos  cargos  definidos  no  §1º  do  Artigo  4º  para  proferir  despachos  

decisórios,  podendo,  entretanto,  a  qualquer  momento,  avocar  a  si  ou  a  outros  a  competência  que  

for  delegada.    

 

Art.  6º  -  A  remuneração  dos  cargos  comissionados  será  constituída  por  duas  parcelas,  

sendo  uma  de  vencimento  e  outra  de  gratificação.  

 

Art.  7º  -  Os  cargos  comissionados  da  administração  direta  e  indireta  do  Poder  Executivo,  

assim  como  seus  valores  de  vencimentos  e  gratificações,  constam  do  Anexo  I,  desta  Lei.  

 

Art.  8º  -  O  IMPAR  e  a  FUNAMC  serão  regulamentados  por  lei  própria  e  suas  

disposições  deverão  prevalecer  frente  a  presente  lei,  em  caso  de  incompatibilidade.    

 

Art.  9º  –  As  regulamentações  necessárias  ao  pleno  desempenho  das  demais  Unidades  e  

Órgãos  serão  definidas  através  de  decreto  emanado  do  Chefe  do  Poder  Executivo.    

 

Art.  10  –  Fica  o  Chefe  do  Poder  Executivo  autorizado,  observado  o  limite  da  Lei  

Orçamentária,  a  proceder  ao  remanejamento  dos  recursos  necessários  à  execução  da  presente  

Lei,  bem  como  aprovar  os  regimentos  internos  de  cada  Órgão  e  Unidade.  

 

Art.  11  -  Fica  revogada,  total  e  expressamente,  a  Lei  Municipal  nº  2.626  de  17/07/2009  e  

as  demais  disposições  em  contrário.      ESTADO  DO  TOCANTINS  

Art.  12  -  Esta  Lei  entra  em  vigor  no  primeiro  dia  do  mês  de  Janeiro  de  2013,  revogadas  

as  disposições  em  contrário.  

 

GABINETE  DO  PREFEITO  MUNICIPAL  DE  ARAGUAÍNA,  

ESTADO  DO  TOCANTINS,  aos  31  (trinta  e  um)  dias  do  mês  de  Dezembro  de  2012.  

 

FÉLIX  VALUAR  DE  SOUSA  BARROS  

     Prefeito  Municipal  

 

   ESTADO  DO  TOCANTINS  

 

ANEXO  I  

 

Quantitativo  dos  Cargos  Comissionados  da  Administração  Direta  e  Indireta  do  Poder  Executivo  

QTDE.  CARGO  SÍMBOLO  VENCIMENTOS  GRATIFICAÇÃO  TOTAL  

15  Secretário  Municipal  DAS  10.000,00  -  10.000,00  

Presidente  de  órgão  10.000,00  -  10.000,00  

04  Municipal  DAS  

10  Secretário  Executivo  DAS-II  4.000,00  4.000,00  8.000,00  

03  Vice  Presidente  DAS-II  4.000,00  4.000,00  8.000,00  

40  Superintendente  DAS-III  3.500,00  3.500,00  7.000,00  

40  Diretor  DAS-IV  2.000,00  2.000,00  4.000,00  

60  Coordenador  DAS-V  1.500,00  1.500,00  3.000,00  

30  Encarregado  DAS-VI  1.000,00  1.000,00  2.000,00  

30  Chefe  DAS-VII  750,00  750,00  1.500,00  

           

10  Assessor  especial  I  AE-I  2.000,00  2.000,00  4.000,00  

10  Assessor  especial  II  AE-II  1.500,00  1.500,00  3.000,00  

10  Assessor  especial  III    AE-III  1.100,00  1.100,00  2.200,00  

20  Assessor  especial  IV  AE-IV  900,00  900,00  1.800,00  

20  Assessor  especial  V  AE-V  700,00  600,00  1.300,00  

30  Assessor  especial  VI  AE-VI  700,00  300,00  1.000,00  

50  Assessor  especial  VII  AE-VII  700,00  100,00  800,00  

           

10  Assessor  técnico  I  AT-I  3.000,00  3.000,00  6.000,00  

20  Assessor  técnico  II  AT-II  2.500,00  2.500,00  5.000,00  

20  Assessor  técnico  III  AT-III  2.250,00  2.250,00  4.500,00  

30  Assessor  técnico  IV  AT-IV  2.000,00  2.000,00  4.000,00  

20  Assessor  técnico  V  AT-V  1.500,00  1.500,00  3.000,00  

20  Assessor  técnico  VI  AT-VI  1.000,00  1.000,00  2.000,00  

30  Assessor  técnico  VII  AT-VII  750,00  750,00  1.500,00  

 

FÉLIX  VALUAR  DE  SOUSA  BARROS  

Prefeito  Municipal